Brasília, 31 do 3

Brasília, 31 do 3 Oi? Você, provavelmente, nem está mais aí. Mas eu, sem mais, sem menos, só queria saber: como vão as coisas? Não te escrevo de mês em mês já há anos, não? Chega a ser risível como a vida corre e a gente tropeça nos próprios passos, um pouco aqui,...

tudo passa

tudo passa Os dias já consumiram dois terços de março. O tempo passa discreto e calado. Li, certa vez, que ele é como um rio, que leva as horas no embalo suave de suas águas. Veloz e quase imperceptível. Em março, as águas desabam incessantes, em todo lugar. Sorte a...

madrugada

madrugada Não sei qual é meu problema. Toda noite de programações vazias e pouco excitantes – ou mesmo nas mais conturbadas, só que você não precisa saber disso –, minha boca sussurra para minhas mãos que elas agarrem o telefone. Os dedos discam, compulsivos, aquela...

rascunhos (1)

rascunhos (1) Desculpe encher sua caixa de e-mails com todas as minhas confusões. Desculpe, aliás, por ainda usar esta ferramenta arcaica pré mídia digital para te importunar. Eu poderia ser singelo e resumir minhas intenções em um SMS ou em qualquer desses métodos de...

imaginação

imaginação Hoje passei por aquele lugar onde prometi voltar só se fosse ao seu lado e pensei em parar. É meu lugar preferido na cidade. E, como todos os outros, me lembra você. É segredo. Mas, desde que você surgiu na minha história – e muito pouco permaneceu – cada...

Pin It on Pinterest