Brasília, 31 do 3

Brasília, 31 do 3 Oi? Você, provavelmente, nem está mais aí. Mas eu, sem mais, sem menos, só queria saber: como vão as coisas? Não te escrevo de mês em mês já há anos, não? Chega a ser risível como a vida corre e a gente tropeça nos próprios passos, um pouco aqui,...

Olá, estranha

Olá, estranha Como vai você? Cheia de novidades, suponho. Mais de três anos se passaram. Reparou? Encontrei sua família na rua dia desses. Fiquei feliz em vê-los. É sempre bom ter notícias de velhos amigos. Na verdade, até nos dias em que te avistei de relance por aí,...

o que há

o que há Voltou-se para ele, com ar desolado: – O que vai ser de nós? – suspiro – O que aconteceu com a gente? – Não sei. Aconteceu alguma coisa com a gente? – Sim. Quer dizer, não entre a gente. Mas com nós dois, separadamente. Ele fita o asfalto molhado, refletindo,...

Pin It on Pinterest